Clique sobre o nome do entrevistado e conheça um pouco mais sobre ele.



"Inspiro, expiro, transpiro,
perspiro, respiro poesia"



Caxias - Maranhão











"Escrevo o que me dá na telha"



Embu das Artes - São Paulo







"As figuras de linguagem me encantam"



Pará de Minas - MG



'Poesia é como um germe... 
não há quem seja imune a ela'



Rio de Janeiro




5 comentários:

Diogo nunes disse...

um dia eu amei mas também chorei como dizer é só escrever

Diogo nunes disse...

o que eu digo amo mas não me apa chono amo calado mas sou fechado digo na dor mas sou um ama dor

Diogo nunes disse...

sou sim serro digo as coisas com o meu verso

Azazel disse...

como definir amor si amor traz a dor como posso dizer que e bom si tanto faz doer ao ponto de nao mais respirar por amor...amor...amor...olha para mim abra seus olhos.
E so agora consigo entender...por que nunca havia olhado em seus olhos.

Azazel disse...

como definir amor si amor traz a dor como posso dizer que e bom si tanto faz doer ao ponto de nao mais respirar por amor...amor...amor...olha para mim abra seus olhos.
E so agora consigo entender...por que nunca havia olhado em seus olhos.

Postar um comentário

 
Copyright (c) 2010 Toda e Qualquer Poesia. Design by Wordpress Themes.

Themes Lovers, Download Blogger Templates And Blogger Templates.