Brasilino Júnnior - São Luís - MA

Poeta nascido no Dia Nacional da Poesia (14/3), começou a escrever coisas relevantes depois que saiu da escola. Talvez para suprir a falta do que fazer ou driblar a solidão que queria se instalar. “Gosto de escrever e muito do que eu escrevo tem a ver comigo.” Apaixonado por fotografia, futebol, música, grafite e cacheadas, tem um caso sério com a madrugada. Não resiste a uma bela lua e ao brilho das estrelas. Uma das suas distrações favoritas é procurar desenho nas nuvens.

4 comentários:

Erika disse...

Boa jornada, amigo!

Brasilino Júnnior disse...

Obrigado, Erika!

Um pouco de mim em você. disse...

esse mundão lindo e vasto é todo teu, Júnnior ... abrace-o!!!

Brasilino Júnnior disse...

Muito obrigado, Laura!

Postar um comentário

 
Copyright (c) 2010 Toda e Qualquer Poesia. Design by Wordpress Themes.

Themes Lovers, Download Blogger Templates And Blogger Templates.